Museu do Contabilista

Doações

Armando Tavares doou calculadora e máquina de escrever



Armando Tavares doou uma calculadora e uma máquina de escrever ao museu. A entrega foi feita aos diretores Odair Domingos Figueiredo e Denisa Maria Borçato, no dia 31 de julho de 2009. Tavares concluiu o curso técnico em contabilidade em maio de 1953, na Escola Coelho Neto, em Santos-SP, e um ano depois veio para Maringá acompanhado da esposa Maria Hylma. Durante mais de vinte anos trabalhou na Germani, empresa dos irmãos Guido e Emílio, com ponto de venda na Avenida Getúlio Vargas (na época chamava-se Ipiranga) e fábrica de colchões na Avenida Mauá. Nos anos 1968 e 69 foi sócio de Ebal Dezontini no Escritório Santista de Contabilidade e a partir de 1970 trabalhou no ramo atacadista, na empresa Irmãos Agostinho. Também manteve negócios no segmento de cópias e criou a Copicentro e Copiadora Tavares, em 1975. As máquinas doadas ao museu eram de uso pessoal de Tavares.